Piranhas: Prefeito André Ariza anuncia chegada da Juceg, Sebrae, SGC e GoiásFomento

Prefeito André Ariza com os diretores doGoiásFomento Alair Rocha e Álvaro Reis e do assessor Leomar Albeto

Prefeito André Ariza com os diretores doGoiásFomento Alair Rocha e Álvaro Reis e do assessor Leomar Albeto

A Junta Comercial do Estado de Goiás (JUCEG) abrirá um escritório regional em Piranhas a partir de agosto. A garantia foi dada pelo presidente da instituição, Rafael Lousa, atendendo a uma solicitação do prefeito André Ariza, em audiência realizada na última terça-feira (2) em Goiânia.
Segundo o prefeito também estará chegando uma agência do Sebrae no mês de agosto, fato que vai estimular novos empreendimentos no município, uma vez que os pequenos e médios empresários vão poder se orientar com especialistas que há décadas se dedicam à atender pequenos negócios no Brasil. “Para não perdermos espaço precisamos facilitar, às empresas já existentes e as que irão surgir, o acesso aos serviços oferecidos pela JUCEG, incluindo abertura de empresas, expedição de processos, certidões, análises e deferimento de livros mercantis e análise e deferimento de processos para os moradores de Piranhas e região”, observou André.
Outra conquista destacada pelo prefeito, que faz parte do projeto de aceleração do crescimento econômico do município de Piranhas, é a chegada da Sociedade Garantidora de Crédito (SGC) que tem como objetivo dar suporte ao pequeno empreendedor quando esse não tem as garantias exigidas pelo mercado para conseguir recursos e viabilizar o investimento. “Essa instituição iniciará as atividades em Goiás no início do segundo semestre desse ano e Piranhas será um dos primeiros municípios a contar com esse suporte”, esclareceu o prefeito.

O prefeito já havia anunciado também a implantação de uma Agência do GoiásFomento na cidade.
A assinatura aconteceu no dia 2 de maio, em Goiânia, com a presença dos diretores da agência, Alair Rocha e Álvaro Reis, e do assessor Leomar Alberto.
A GoiásFomento em Piranhas, segundo André Ariza, irá contribuir para a aceleração do desenvolvimento socioeconômico e sustentável do município, estimulando a realização de investimentos, a criação de emprego e renda para as famílias, a modernização das estruturas produtivas, o aumento da competitividade, mediante a concessão de crédito em condições favoráveis.
Em entrevista, o prefeito da cidade de Piranhas disse que, a partir de agora, os empreendedores da região de Piranhas terão as linhas de crédito da GoiásFomento com maior facilidade.
“Com a assinatura desse convênio, Piranhas passa a ter uma agência que está presente em quase todo o território goiano. A Prefeitura vai entrar com a estrutura funcional e administrativa, e vai, junto com o Governo do Estado, através da GoiásFomento, atuar como agente na intermediação das operações de financiamento, encaminhando propostas e formalizando processos, até a assinatura do contrato de empréstimo e liberação dos recursos para nossos empresários. Isso vai trazer um enorme incentivo para a instalação e criação de novos negócios, estimulando de fato a economia. Estamos otimistas’, disse André Ariza ao Tribuna Piranhense.
Além dos financiamentos com recursos próprios e com recursos de repasses do Fco, do Bndes e do Crédito Produtivo, em valores que chegam até o limite de R$ 2 milhões, aos pequenos, médios, micro empresário e empreendedores individuais, o GoiásFomento atua, ainda, como Agente Financeiro dos Fundos de Desenvolvimento Industrial de Goiás, Produzir, Fomentar e Funmineral.
A Agência atua, também, em parceria com o Sebrae, na capacitação empresarial, proporcionando treinamentos voltados para a modernização e a gestão de negócios, visando a melhoria da administração das empresas beneficiárias dos financiamentos e melhor aproveitamento na aplicação dos recursos oferecidos nas operações de crédito.

“Queremos estimular novos investimentos, a criação de emprego e renda para às famílias, a modernização das estruturas produtivas e o aumento da competitividade. Nessa tarefa contamos com o apoio e consultoria do Sebrae, com os investimento de menores valores do Banco do Povo e com a GoiásFomento para financiamentos que chegam até 4 milhões de reais” comemorou.
“Vamos criar um Centro de Suporte ao pequeno e médio empresário, onde teremos as agências do Sebrae, da GoiásFomento e do Banco do Povo, além da Sociedade Garantidora de Crédito (SGC) e da Junta Comercial do Estado de Goiás (JUCEG). Queremos dar condições para quem planeja investir em nosso município”, respaldou Ariza.